16 de junho de 2013

Escola e família: Formação da criança é tarefa dividida


Crianças aprendem o valor da convivência e dos afetos desde cedo na Família

Cada vez mais cedo, as crianças têm ido à escola. Do berçário à educação infantil, elas aprendem o valor da convivência e dos afetos e iniciam o desenvolvimento das habilidades cognitivas, por meio de diversos instrumentos pedagógicos. Neste contexto, cabe a escola o grande papel de despertar a curiosidade e a sociabilidade. Contudo, a educação de cada aluno depende não apenas da competência da escola e de seus professores, mas principalmente do apoio da base familiar. A família é a primeira e mais importante etapa do processo educativo. Antes de qualquer contato externo, é no lar que a criança sente, observa e aprende. Sabe-se que transformar crianças em cidadãos de bem é uma responsabilidade da família. Respeito ao próximo, cidadania, valores sociais e pessoais, de higiene e prioridades da vida são conceitos que devem ser aplicados dentro de casa, com o apoio da família. Cabe a escola o dever de ensinar as crianças a trabalharem bem em comunidade e aprimorar as regras básicas de convivência social, por isso no ambiente escolar deve haver respeito pelos horários, normas, professores e colegas. Também devem ser respeitadas as regras do pátio e das brincadeiras. A preparação para a vida profissional também se aplica ao colégio, por isso os professores devem exigir trabalhos bem acabados, caprichados, limpos e ordenados.

Fonte.Tribuna do Norte.