22 de novembro de 2015

Escola Sebastião Gomes de Oliveira Celebra Noite Multicultural



A Escola Estadual Sebastião Gomes de Oliveira no Distrito de Melancias Zona Rural de Apodi  comemorou   nesta sexta-feira (20) uma noite multicultural onde na oportunidade foi comemorado o  "Dia da Consciência Negra" e a Pré- estreia no Festuern do CIATEC  (Companhia de Arte, Teatro e Cultura). No Festuern 2015,  Com a peça  CRENÇA E CONFUSÃO NAS TRADIÇÕES DO SERTÃO.    Os eventos aconteceram no  inicio da noite.    O evento  contou com a participação da Diretora da 13ª Direc Mara Marizete,Professor Lincoly de Jesus da UFERSA,Professores da UERN coordenadores do Festuern alem de servidores da escola e a comunidade do Distrito de Melancias.       A Abertura se deu as 18h00min  com Saudação de boas vindas  do  Diretor da Escola.Ismael Simão em seguida teve inicio as apresentações com a seguinte programação:
I-Composição da Mesa:
II-Coreografia  da Música NEGRO LINDO   - responsabilidade do Programa Mais Educação.
III- Coreografia da música FORÇA DO ILÊ  responsabilidade do Programa Mais Educação.
IV- Pré-estreia  GRUPO  de Teatro CIATEC- CRENÇA E CONFUSÃO NAS TRADIÇÕES DO SERTÃO, responsabilidade do Programa Mais Educação
V- Apresentação de Dança- Crianças da África- Alunos do 1° ao 5º Ano do Programa Mais Educação.
VI- Recital do Poema, ME GRITARAM NEGRA, Projeto Juventude Negra. Alunos do Ensino Médio.
VII -Apresentação do Rap da Felicidade- alunos do 6º e 7º Ano do Programa Mais Educação.
VIII- Apresentação do Grupo de  Capoeira- Dança Maculelê, alunos da Escola Sebastião
IX- Apresentação da Fanfarra Sou Feliz, alunos da Escola Estadual Ferreira Pinto. responsabilidade do Programa Mais Educação.
No Brasil, o Dia Nacional da Consciência Negra é tido como uma maneira que as pessoas tem para refletir sobre a inserção do negro na sociedade brasileira.  A data é comemorada em 20 de novembro, que coincide com o dia da morte de Zumbi dos Palmares.
O FESTUERN 2015 tem como tema “Cultura e Saberes da Tradição” e contará com a participação de 30 estabelecimentos escolares; a Escola Sebastião Gomes esta entre as participantes,  terá seu encerramento no Teatro Municipal Dix-huit Rosado em Mossoró  no dia 07 de dezembro.
Diretor Ismael Simão
Prof. Licony - UFERSA


24 de outubro de 2015

Tem Continuidade as Atividades do Programa Mais Educação da Escola Sebastião Gomes de Oliveira


A Escola Estadual Sebastião Gomes de Oliveira  está desenvolvendo as atividades educativas do Programa Mais Educação desde o ano de 2013, o  Programa   visa manter os alunos na Escola durante o horário integral oferecendo oficinas diversas de criação e aprendizado. Conheça as atividades do Programa.


As atividades do programa foram divididas em 3 Macrocampos:
Acompanhamento Pedagógico: por meio de monitorias faz o acompanhamento do conteúdo escolar com os alunos no período integral.
 
 
Meio Ambiente: estimula boas práticas relacionadas ao meio ambiente, como a criação de hortas escolares/comunitárias ou Comissões de Qualidade de Vida e Meio Ambiente.

Cultura e Artes: desenvolve atividades de  teatro  e música de maneiras diversas, como fanfarras, iniciação musical instrumentos de cordas,  aulas de percussão etc.

O Mais Educação é tido como um programa indutor de uma política pública, voltada à Educação Integral, seu principal objetivo é ampliar o tempo de permanência e o espaço educacional dos alunos nas redes públicas, aumentando a oferta de atividades diversificadas e tempos escolares, ou seja, a oferta de atividades educativas nas escolas participantes.

O Mais Educação promove ações educacionais e sociais na  escola e em outros espaços socioculturais, disponibilizados por meio de ações conjuntas entre os parceiros. Os alunos participam de "atividades optativas" que são agrupadas em macrocampos (áreas do conhecimento), em geral relacionados à parte diversificada do Currículo Escolar, com vistas à flexibilização curricular, sendo inicialmente desenvolvidas no contraturno.   
A efetivação do Programa envolve a participação de um Professor Articulador (Coordenador) Este coordenador  é também responsável pela operacionalização e gerenciamento das atividades, tanto internas quanto externas, no âmbito pedagógico, das quais os alunos participam. É o articulador quem elabora cronograma (dias/horários) das oficinas que se realizam no espaço da escola e em espaços externos, acompanha os alunos. Para a efetivação das atividades junto aos estudantes surge a figura dos educadores sociais (anteriormente monitores ou oficineiros) que são supervisionados pelo Coordenador  que auxiliam a gestão. O Coordenador  Articulador é o elo entre os alunos, os educadores sociais, a Gestão Escolar e a Coordenação Central do Programa na 13º Dired Apodi.  Os educadores sociais da nossa escola são:Givanildo Pinheiro - Acompanhamento Pedagógico,Mirian Menezes – Canteiros Sustentáveis,Geane – Teatro e Lisanias Barros – Musica.   


12 de outubro de 2015

A Escola Sebastião Gomes de Oliveira realizou Mais uma ação do Projeto “ Gestão Para Equidade Juventude Negra”.


A  Escola Estadual Sebastião Gomes de Oliveira, localizada no Distrito de Melancias Apodi, realizou  no ultimo    Sábado (10), Mais uma ação do Projeto “ Gestão Para Equidade Juventude Negra”.  O dia começou as 8:00horas com  uma vizita a arvore centenária baobá da cidade de Itaú em seguida as 12:00horas chegamos  a comunidade  remanescente de quilombola Picadas Ipanguaçu - RN.     Presença dos alunos do Ensino Médio, Diretor Ismael Simão, Monitores do  Mais Educação Givanildo e Mirian,  Monitores do Projeto Juventude Negra  Akidalia,  Aquelina  e Alcinete, os Professores Carlos Jose, João Dehon,José Rodrigues e a companheira Divone Morais.
 Relatos de Itaú.
 Baobá, árvore de origem africana, Medindo  aproximadamente 18 metros de altura e 12  metros de diâmetro, o Baobá é considerado uma árvore sagrada, onde líderes e guerreiros de certas tribos africanas eram enterrados com seus amuletos para que suas almas se misturem à alma da árvore. Com uma vida útil que varia entre três e seis mil anos, tem o nome científico de Adansônia digitata.   O Baobá não é uma árvore comum no Brasil, ao todo, espalhados pelo país, existem apenas 20 deles.   Além da beleza, a espécie  é conhecida pelas histórias que o cercam. O clássico O Pequeno Príncipe, do escritor francês Saint-Exupéry, traz um certo Baobá como personagem do livro. Atualmente, o terreno de 500 metros quadros onde está localizado o Baobá pertence a uma propriedade particular, mais a Prefeitura do Município de Itaú  trabalha para tombar como patrimônio Histórico.
Relatos de Ipanguaçur.
Na  Comunidade da Agrovila Picada visitamos a lagoa  local conhecido por  porto,a capela e a cooperativa de artesanato, mas o principal ponto de encontro  foi  na Escola Municipal  Nelson B. Montenegro,onde fomos recebidos pela  Gestora Raigranne Ribeiro, assistimos apresentações culturais pelos alunos dos Projetos desenvolvidos na escola como Mais Educação e Mais Cultura.     A Comunidade da Agrovila Picada a 7 km do centro do município de Ipanguaçu, cidade na região do vale do Açu, foi oficialmente reconhecida como comunidade remanescente de quilombo. A referida comunidade registra hoje mais de 200 famílias. Os registros apontaram que um casal de negros da Paraíba foram os primeiros remanescentes a povoarem a comunidade de Picada, eles foram trazidos pelo Major Montenegro por volta da década de 40.    Instruídos e qualificados na área do artesanato, os moradores usam a fibra da bananeira encontrada em abundância na cidade, para confecção e produção artesanal de bolsas, pastas, abajures, entre outros produtos decorativos com a matéria-prima da bananeira.   Foi uma  dia impar, um verdadeiro passeio pela história Afro Brasileira, parabéns para todos que fazem a comunidade Picadas e a Escola Nelson B. Montenegro.


20 de setembro de 2015

ESCOLA ESTADUAL SEBASTIÃO GOMES DE OLIVEIRA PROMOVE DIA DE CAMPO.

Dia de Campo Projeto"Gestão Para Equidade Juventude Negra"
 A Escola Estadual Sebastião Gomes de Oliveira, localizada no Distrito de Melancias Apodi, realizou durante o dia deste  Sábado (19), mais uma edição do seu  Dia de Campo. Esta atividade faz parte do Projeto “ Gestão Para Equidade Juventude Negra” um Projeto desenvolvido na escola com a parceria do Instituto Baobá, Universidade de são Carlos e Ufersa.  Dentre os objetivos  estaremos promovendo uma valorização e preservação da cultura Africana e Afro-brasileira, resgatando através da memória e dos conhecimentos populares a história dos personagens fundantes da comunidade. Trabalhando a interdisciplinaridade nos componentes curriculares de Ciências Naturais e Humanas do ensino médio, desenvolveremos atividades voltadas à construção de uma identidade étnico-racial, buscando a valorização da juventude negra na tentativa da redução das desigualdades raciais, sociais, culturais, traçando caminho para a equidade